S24O – Um guia para iniciados

S24O – Um guia para iniciados

Não fui eu que inventei o S24O (sub-24 hour over-nighter). Grant Petersen, responsável pela mítica Bridgestone USA e criador das bicicletas Rivendell foi o grande difusor desta ideia. Em que consiste entao o S24O? Sair depois do almoço, pedalar a um ritmo tranquilo até um bom lugar para acampar, montar tenda, jantar com amigos (um S24O tem mais piada se formos acompanhados), dormir, acordar, tomar pequeno almoço e pedalar até casa, chegando antes do almoço de Domingo! Ideal então, para um aventura de fim de semana.

Nem todos temos dias de semana pouco ocupados, com horário flexível, que no permita fazermos os que nos apetece. E, nem sempre os dias de férias chegam para aquela viagem de sonho a um destino longínquo. Como digo vezes sem conta: por vezes, podemo-nos focar demasiado em números e estatísticas. Sim, aquela viagem à Suiça seria ideal. Ou até ao Japão. Mas nem todos tempos o tempo e dinheiro para tais aventuras. O S24O é a melhor maneira de termos as nossas pequenas aventuras sem tirarmos muito tempo! Conseguimos usar todo o nosso equipamento, que adquirimos com tanto afinco e que, muitas vezes, nem temos tempo de o usar!

Como organizar um S24O?

Para começar, terás de ter uma bicicleta. Não precisa de ser uma bicicleta mágica ou especial. Sim, as bicicletas bonitas ficam melhores na foto. Mas sabes o que é que fica ainda melhor na foto? Não ficar em casa. Por isso que a bicicleta (ou falta de bicicleta ideal) não sirva de desculpa para ficares em casa. A bicicleta deverá ter pneus largos (32 mínimo), para poderes sair da estrada e fazer algum caminho de terra batida. Pneus maiores também servirão para poderes carregar mais a bicicleta – afinal de contas vais precisar de levar tenda, saco-cama, comida, roupa etc. O que nos leva ao ponto seguinte: a bicicleta tem de poder levar carga. Podes até nem usar alforges, mas pelo menos uma grelha porta-bagagens tens de ter. Não vai ser possível levar uma mochila às costas com tudo. Aliás, não recomendo levar mochila.

Carregadinha para um S24O de Inverno.

Resolvido o problema da bicicleta, passemos ao próximo: a tralha para acampar.

Apesar de haverem várias opcções para dormir, prefiro a tradicional tenda. No Inverno, protege do vento e frio. No Verão, para além de proteger também do vento e frio, protege também o campista de insectos.

Em fuga por paisagens menos bonitas.

Qual a melhor tenda? Bem, o peso deverá ser uma preocupação. Como a lista de material ainda é extensa, toda a qualquer poupança é bem-vinda. Contudo, quanto mais leve, mais cara será a tenda. Idealmente, uma tenda simples e económica servirá para campismo sem chuva. Se contas com chuva, a tenda terá de ser melhor. Levar uma tenda da Sportathlon de 20 € para a Islândia será má ideia. Mas como só vais acampar já ali e por uma noite, qualquer tenda servirá. Afinal de contas, quem carrega o peso é a bicicleta (contigo a pedalar). Relativamente ao saco-cama, devemos ter atenção às temperaturas. Se fores acampar só no Verão, não precisarás de um saco-cama de Inverno (mais caro). O colchão é imprescindível. Seja ele um simples rolo de espuma, que dura décadas, mas ocupa espaço ou um colchão insuflável, mais caro, confortável e que ocupa menos espaço na mala. Uma almofada é essencial. E sobretudo, não esquecer os tampões de ouvido, se tens sono leve.

Convém não esquecer roupa mais quente para a noite. Gorro, talvez luvas. Regular de acordo com a necessidade! Lembra-te que só vais estar fora umas horas. Se levares coisas a mais, não há problema.

A paisagem melhora…

Jantar e pequeno-almoço:

Num S24O, o convívio é essencial. E boa comida é igual a bom convívio. Prefiro deixar a comida liofilizada para aventuras mais extremas. Nos S24O prefiro levar comida já feita, que aqueço à noite com um fogão de campismo. Comida a sério sabe melhor, é mais económica e geralmente ainda sobra para partilhar. Pão e queijo levamos sempre, tal como azeitonas e chocolate e outras coisas. Lá por estarmos a acampar não quer dizer que tenhamos de comer mal! Chá para as noites frias e café para a manhã também não podem faltar.

Sim, é perto de Lisboa.
Zero graus.
Tenda congelada.
…E o Sol nasce.
Tudo arrumado e pronto a seguir caminho.

Depois disto tudo, e de ânimos renovados, voltamos para casa, tranquilos e alegres depois de uma aventura.

Sem Comentários

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.