S24O – um guia para iniciados ou como ir acampar de bicicleta sem tirar dias de férias

1ª Parte – Introdução

Pode parecer um bocado fora de tempo escrever sobre acampar de bicicleta no meio da época mais fria do ano. Mas, garanto que acampar, mesmo nesta altura é bastante agradável – se levarmos, claro, o equipamento adequado.

Duas bicicletas carregadas para uma noite fora. Por vezes é difícil gerir o que levar, mas com o tempo conseguirão adequar o material às vossas necessidades.

Duas bicicletas carregadas para uma noite fora. Por vezes é difícil gerir o que levar, mas com o tempo conseguirão adequar o material às vossas necessidades.

O que quer dizer S24O? O nome não é meu, nem o conceito. Quem lhe deu o nome foi Grant Petersen das bicicletas Rivendell. O conceito é tão genial como é simples. Pega na bicicleta, algures depois do almoço e antes do jantar, pedala até algum lado giro para acampar com alguns amigos. Monta a tenda, faz jantar, come, fala e ri. Vai dormir contente. No dia seguinte, acorda, vê o nascer do sol, faz pequeno-almoço e pedala até casa. Tudo isto em menos de 24 horas. Daí o nome S24O: Sub 24 Hour Overnight.

A nossa casa longe de casa.

A nossa casa longe de casa.

 

Um quarto com vista!

Um quarto com vista!

 

Muitos de nós temos vidas cheias. Ora por razões familiares, ora por razões de trabalho, ora pelas duas ao mesmo tempo. Por isso, as viagens de vários dias, semanas ou até meses passam diante dos nossos olhos apenas em revistas ou em sonhos. Aí é que entra o S24O. Podemos partir, por exemplo, Sábado à tarde e regressar no Domingo de manhã. Ainda temos tempo para fazer outras coisas: estar com a família, mudar a água ao aquário dos peixes, organizar a colecção de selos e, claro está, acampar. Toda a gente fica contente.

Ponto alto da manhã: o pequeno almoço!

Ponto alto da manhã: o pequeno almoço!

Preparar um S24O não custa muito, em termos logísticos. Não exige grande planeamento. A parte mais importante é, geralmente, o que levar para comer. O sítio deve ser bonito e fácil de chegar de bicicleta. Se, infelizmente, não viverem perto de um local bom para acampar, façam batota. Apanhem um comboio ou vão de carro até algures aonde já dê para pedalar agradavelmente até ao local do acampamento. A ideia é não ter de pedalar muito até ao acampamento. No máximo dos máximos, 60 quilómetros. Afinal de contas, é um passeio divertido!

Ir tomar café à Serra.

Lá por irmos acampar uma noite fora de casa, não quer dizer que tenhamos de sobreviver apenas com sanduíches e pacotinhos de sumo.

E, porque um café sabe sempre bem quando está frio, quando vou acampar trago sempre comigo uma cafeteira italiana das mais pequenas.

Pesa pouco e é bem melhor do que beber café instantâneo. Levo o café já moído numa caixinha de rolo fotográfico. Uma caixinha leva café suficiente para duas ou três chávenas.

 

cafe

 

As instruções são simples: meter água na cafeteira, juntar café. Aquecer tudo no fogão de campismo. Beber café, aproveitar a vista e o momento.

Afinal de contas, quando se acampa, o tempo anda mais devagar!

 

vista