Mobilidade em Oeiras? Mais areia para os olhos do Tio, o ciclista irritado

Ontem, dia 20 de Setembro, a Cambra Municipal de Oeiras decidiu, na sua eterna benevolência, fechar a Marginal ao trânsito automóvel. Algo que é estranho, pois pensava que relativamente à Marginal, não podiam fazer nada, visto ser uma estrada Nacional. Pelos vistos podem.

Paulo Vistas, continuar a obra de Isaltino Morais, no rumo certo.

Paulo Vistas, continuar a obra de Isaltino Morais, sempre no rumo certo.

Decidi então fazer exactamente o que a Câmara de Oeiras esperava de mim. Meti-me no carro e fui para o centro comercial ver as montras. Para quem vive no Concelho de Oeiras, um dos mais motorizados do país, sabe como é. O carro é REI. Alternativas, poucas. Quem não tem carro, que tivesse.

Mais uma grandiosa obra, um viaduto algures num ex-descampado em Oeiras. Sempre à frente!

Mais uma grandiosa obra, um viaduto algures num ex-descampado em Oeiras. Sempre à frente!

As novas vias são largas. Não são vias rápidas, porque estão em localidades. Mas, para quem as usa, é como se fossem. A estrada é para andar. Andar= circular em excesso de velocidade que estou com pressa.

Que maravilha.

Que maravilha.

Voltando à Marginal sem carros. Se fechar a Marginal durante umas horas, num Domingo de manhã, para a encher de hordas vestidas de fatreino e téne é a política de mobilidade da Cambra de Oeiras, não contem comigo.

Prefiro ir ver montras. Pelo menos não levo com areia nos olhos.

Hoje de manhã não passei pela Marginal. Mas aposto que está tudo exactamente na mesma: carros e mais carros.

sand_face

 

 

 

 

 

Sem Comentários

Publicar um Comentário